pela civilização


foto DOUG KANTER/AFP

Não, não são excessivas todas as iniciativas para relembrar, passados 10 anos, o horror do assassinato de milhares de pessoas em nome do combate ao “grande satã”.

É pois bom que os media em geral insistam no assunto, e enoja-me que haja quem, na blogosfera ou em artigos de opinião, afirme com enjoo que vai desligar a tv ou abster-se de comprar jornais nestes dias. Conheço razões bem melhores para o fazer há muito tempo, sejam os debates sobre futebol ou os concursos aviltantes, para falar apenas no mais óbvio.

Foi uma matança que, como todas as outras, não tem perdão. E independentemente da manipulação (não falo da política, que também existe, mas da mediática) que se faz em torno do assunto, muito pior seria abafá-lo ou esquecê-lo.

Neste dia sou nova-iorquino.